Ir para o conteúdo principal

China Brasil Futebol

  1. Histórias da China >
  2. Os chineses têm um plano!

Os chineses têm um plano!

E vale a pena conhecê-lo de perto

É normal que todos se impressionem com os milhões investidos pelos Chineses em jogadores. Mais de 90% das informações que chegam no Brasil são vinculadas aos valores envolvidos nas transações e salários e muito pouco se sabe sobre os planos do outro lado do mundo. 

Em uma recente conversa com o Presidente de uma grande emissora de televisão brasileira ouvi uma frase que me marcou "Os chineses sabem muito bem o que querem. Na indústria, nos negócios, na política e no futebol. Eles tem um plano com metas bem claras e não vão poupar esforços para isso". Este é o ponto, abundância financeira é só a ponta do iceberg. Em nossas viagens para China e convivendo no dia a dia deste mercado podemos perceber muitas ações e atitudes que não chegam ao Brasil mas que estão silenciosamente preparando a China para ser uma potência do futebol mundial sim. 

Existe uma tríade entre Governo, empresas e clubes que vem sustentando o ousado plano Chinês. Todos caminhando para o mesmo lado, com incentivos fiscais, generosos bônus e o avanço do futebol como um esporte mais popular. A média de 26 mil torcedores por partida na Super Liga Chinesa em 2016 ainda é considerada baixa pelo tamanho da população no país, mas é muito maior que a do Campeonato Brasileiro, por exemplo. A prova de que o plano não envolve somente os clubes e contratações estrangeiras é a meta imposta à Seleção Chinesa treinada pelo italiano Marcelo Lippi: até 2030 o objetivo é se tornar a melhor seleção de futebol de Ásia. Para 2050, o foco é vencer uma Copa do Mundo. Você realmente duvida?

Os brasileiros (jogadores e integrantes de comissão técnica) tem um papel fundamental neste cenário, mas não só dentro de campo. Em uma longa conversa no CT do Beijing Guoan, Renato Augusto foi muito claro "um dos meus objetivos é melhorar a estrutura de treinamentos. Se tiver uma academia melhor, mais campos, isso vai ser bom pra mim, mas vai ser ainda melhor para todos os jogadores e é importante que todos evoluam cada vez mais". Titular da Seleção Brasileira e um dos grande salários do futebol Chinês o meia deixa claro que o pensamento de evolução de todos já faz parte do seu dia a dia. Na mesma linha, ouvi do atacante Jô, quando ainda estava no Jiangsu Suning "Eu, o Alex (Teixeira) e o Ramires por várias vezes somos chamados para conversar com o Presidente do clube. Ele quer nos ouvir, saber mais como são as estruturas na Europa para poder melhorar o CT do clube. A gente fica feliz em ser uma referência para eles e está sempre disposto a ajudar". 

Não vou ser hipócrita, dinheiro é bom e todo mundo gosta, mas é preciso ficar bem atento ao que está por trás de tudo isso, pois uma coisa é fato: os Chineses não estão fazendo tudo isso para tomar um 7x1.

Comentários