Ir para o conteúdo principal

China Brasil Futebol

  1. Notícias >
  2. Artilheiro do Yatai, Marcelo Moreno é um dos responsáveis pela arrancada da equipe

Artilheiro do Yatai, Marcelo Moreno é um dos responsáveis pela arrancada da equipe

Atacante fala ao China Brasil Futebol sobre a atual temporada e seu período em Changchun

Por Leonardo Hartung

Em sua segunda temporada no futebol chinês, Marcelo Moreno vem se destacando no Changchun Yatai. O atacante boliviano é o artilheiro da equipe na Super Liga da China com 13 gols marcados e representa 45% dos gols do Yatai na competição. Décimo-quarto colocado na tabela, a equipe que também conta com o atacante Bruno Meneghel se prepara para a última rodada da competição contra o Shanghai Shenhua.

O Yatai tem um ponto de vantagem para o Hangzhou Greentown, penúltimo colocado, e se mantém na primeira divisão com a vitória. Marcelo Moreno conversou com o China Brasil Futebol sobre sua atual temporada e sobre seus dois anos no futebol chinês.

ChinaBrasilFutebol: O Yatai não teve um bom começo na Super Liga da China este ano, mas se recuperou no segundo turno e tem chances de sair do Z2. O que contribuiu para esta melhora?
Moreno: Com certeza não foi um começo muito bom, muito produtivo pro time. Jogadores chegaram no clube e não se adaptaram. Teve troca de treinador no meio da temporada e isso também prejudicou um pouco a equipe. Já no segundo turno, tentamos nos unir bastante, treinar muito, com muita dedicação e muito esforço para que o resultado possa chegar. Agora no fim do campeonato estamos colhendo este trabalho e o esforço que a gente vinha fazendo e temos a chance de ainda permanecer na primeira divisão. Esse é o objetivo de todos da equipe.

ChinaBrasilFutebol: Em 2015, o Yatai terminou em décimo, seis pontos longe da zona de rebaixamento. O que houve para em 2016 o time estar lutando para não cair?
Ano passado já tínhamos um time fechado. Os estrangeiros já estavam adaptados à cidade de Changchun, tínhamos a chegada do treinador que a gente conhecia. Então, tudo fluiu de uma forma diferente. Esse ano não, teve muitas turbulências durante a temporada e isso veio a prejudicar bastante nosso rendimento. Mas agora a gente tem a oportunidade de ficar na primeira divisão e vamos lutar até o final, temos essa chance viva ainda. É só continuar trabalhando que as coisas vão sair bem.

ChinaBrasilFutebol: Você já marcou 13 gols na Super Liga da China deste ano e vem fazendo gols de falta e de fora da área, não habituais em seu período no Brasil. Poderia nos explicar como se iniciou essa mudança?
Acredito que tudo no futebol é treino e repetição. Fui vendo essa possibilidade de bater falta, treinar, repetir. Durante um ano fiquei treinando o tempo que podia. Ia aperfeiçoando cada batida e hoje em dia acredito que melhorei bastante. Mas graças ao treinamento e à repetição, a disciplina de ficar depois do treino batendo umas faltas, pênaltis. Graças a Deus isso tem me ajudado bastante durante a competição para ajudar o Changchun Yatai e a conseguir as vitórias. Muitas vezes por causa de um gol de falta a gente conseguiu os três pontos, então, é continuar trabalhando assim e melhorando que os frutos vão chegar e serão maravilhosos lá para frente.

ChinaBrasilFutebol: Já são dois anos atuando na primeira divisão do futebol chinês. Como você enxerga o crescimento do futebol no país? E o que ainda falta para o esporte crescer?
O crescimento do futebol chinês é incrível. Impressionante a forma como você vê a evolução dos jogadores locais e com a chegada de excelentes treinadores, de jogadores de nome internacional, que são respeitados no mundo todo, acredito que a liga só tem a crescer e se tornar daqui a pouco em uma das melhores do mundo. Mas isso (o crescimento) só pode continuar se for feito uma melhora nas divisões do base, porque vejo que eles têm de melhorar bastante nessa questão. E trazendo bons treinadores também para as divisões de base, mostrando um trabalho sério a longo prazo, acredito que as coisas possam fluir e o futebol melhorar muito. E o resultado a gente vai ver claramente na seleção deles.

ChinaBrasilFutebol: Seu contrato com o Yatai termina ao final desta temporada. Você pensa em permanecer na China? Recebeu alguma proposta ou sondagem de outros clubes, de dentro ou fora da China?
Sondagem a gente sempre recebe. Ainda mais fazendo um campeonato muito bom como o que estou fazendo. E isso desperta interesse com certeza de times daqui da China como de fora também. Mas por enquanto nada oficial. Vou esperar meu contrato com o Changchun terminar para ter uma noção do que vai acontecer lá para frente.

ChinaBrasilFutebol: O que você pode contar para o público sobre o seu cotidiano em Changchun? O que você faz nos dias livres e o que a cidade oferece em entretenimento?
Nos dias livres sempre gosto de estar com minha família, dar um passeio no parque, andar de bicicleta com minha esposa. De vez em quando pego um cinema de filmes em inglês. Gosto muito da cultura da China. Já conheci vários lugares interessantes, que chamam a atenção. De vez em quando também dou uma passeada no shopping. Tudo o que puder fazer para conhecer e explorar a cidade estou tentando fazer.

 

Comentários