Ir para o conteúdo principal

China Brasil Futebol

  1. Notícias >
  2. Beijing Guoan de Renato Augusto faz história com início arrasador na Super Liga da China

Beijing Guoan de Renato Augusto faz história com início arrasador na Super Liga da China

Com oito vitórias nas primeiras oito rodadas, o time já tem melhor início do que o SIPG, campeão em 2018

Após a vitória no último sábado (4) fora de casa diante do Guangzhou Evergrande, o Beijing Guoan chegou a oitava vitória seguida nas primeiras oito rodadas da Super Liga da China.

A equipe de Renato Augusto reina absoluta na liderança da principal competição do futebol chinês com 24 pontos e os indícios são claros que o time vai brigar até o fim pelo título do torneio nacional.

Atual campeão da Copa da China, o Guoan não vence o título da Super Liga desde a conquista de 2009, que por sinal é a única vez que o time verde de Pequim sagrou-se campeão da Liga Nacional.


Recordes batidos

O começo já é melhor que o do Shanghai SIPG, campeão em 2018, que engatou seis vitórias seguidas nas primeiras seis rodadas, porém empatou na rodada 7 com o Tianjin TEDA e perdeu a invencibilidade na rodada 8, após derrota para o Changchun Yatai.

Além de ser também a maior sequência de vitórias do Guoan no Chinesão. O recorde anterior eram sete triunfos seguidos na temporada 2014.

Contudo a maior sequência invicta do time são de 18 partidas, meta conquistada duas vezes entre Setembro de 2008 (rodada 18) até 17 de Abril de 2009 (rodada 5) e entre a rodada 5 até a rodada 21 na temporada de 2011.


Números arrasadores

Ao todo em 2019 o time tomou apenas dois gols na Super Liga (na rodada 7 contra o Dalian Yifang e na rodada 5 contra o Henan Jianye) o que torna a melhor defesa da competição.

Até aqui o Guoan lidera em média de posse de bola entre todos os times da primeira divisão com 57,6% por partida.

Está na segunda posição em média de acertos de passes por partida com 81,9%, atrás apenas do Guangzhou R&F que está com 84,4%.

Além de ser a terceira equipe que mais tenta chutes em média por partida, com 15,6 remates por jogo.

Apesar de ainda ser o começo da temporada com apenas oito rodadas, o trabalho do técnico Roger Schmidt mostra que o Beijing não é apenas uma surpresa de início de temporada.

A equipe mostra consistência defensiva, criatividade no meio-campo e muita movimentação e boas decisões no setor de ataque.

Em 2018 o time chegou a lutar pelo título da Liga, porém perdeu fôlego no segundo turno, mas o elenco deste ano mostra um pouco mais de equilíbrio e melhores opções para conciliar a disputa da Champions League da Ásia, Copa da China e do Chinesão.

Porém onde esse grupo irá chegar só saberemos um pouco mais pra frente quando as competições forem chegando em suas fases decisivas e os principais confrontos forem acontecendo para o time encarar e ser melhor testado.
 

Comentários