Ir para o conteúdo principal

China Brasil Futebol

  1. Notícias >
  2. Beijing Guoan faz história e anuncia os primeiros chineses naturalizados da história

Beijing Guoan faz história e anuncia os primeiros chineses naturalizados da história

Nico Yennaris e John Sæter chegam para a temporada 2019

O Beijing Guoan anunciou duas contratações nesta quarta-feira (31) que pode não chamar tanta atenção por não ser de grandes estrelas do futebol europeu, como de costume no futebol chinês, porém podemos dizer que não foi também algo comum.

O defensor Li Ke e o meio-campo Hou Yongyong foram anunciados de forma oficial pela equipe de Renato Augusto como reforços para a temporada. Até aí nada demais, certo?

Mas o que precisa reparar é que Li Ke na verdade se chama Nico Yennaris e Hou Yongyong é Jonh Sæter, ambos nascidos na Europa e oriundos de clubes europeus.

Mas o que está acontecendo aqui?

Devido a flexibilização de regra da Federação Chinesa de Futebol para 2019, jogadores nascidos fora da China, mas com alguma ascendência chinesa, podem se naturalizar e atuar na Super Liga como jogadores nacionais, não usando assim da vaga de estrangeiros.

Vamos conhecer um pouco mais sobre esses dois novos chineses?


Nico Yennaris (Li Ke)

Filho de pai do Chipre e mãe chinesa, Nico, que nasceu na Inglaterra em 1993, deu seus primeiros passos na Academia do Arsenal, onde inclusive chegou a se profissionalizar em 2011.

Atuou ainda por Notts County, Bournemouth, Brentford e Wycombe Wanderers. Além de ter defendido a Seleção Inglesa nos níveis sub-17 e sub-19.

Podendo atuar tanto como volante e como lateral-direito, o camisa 23 chega para dar mais opções ao técnico Roger Schmidt para as três competições que o Guoan irá disputar na temporada.


John Sæter (Hou Yongyong)

De mãe chinesa, mas nascido na Noruega em 1998, John começou sua carreira profissional pelo Rosenborg em 2014.

O meio-campo também atuou por Ranheim e Stabæk, todos da Noruega. 

Atualmente obtém o recorde de ser o jogador mais novo da história do Rosenborg a atuar tanto pela Copa da Noruega, como da Liga daquele país.

Conta também com convocações para as Seleções sub-15, sub-16, sub-17 e sub-18 norueguesas.

Terá a difícil missão de lutar por vaga no meio-campo do Beijing que já conta com Renato Augusto, Jonathan Viera, Chi Zhongguo e Piao Cheng.

Comentários