Ir para o conteúdo principal

China Brasil Futebol

  1. Notícias >
  2. Com Aloísio, Moreno e Muriqui como destaques, Liga Um Chinesa começa no próximo sábado (10)

Com Aloísio, Moreno e Muriqui como destaques, Liga Um Chinesa começa no próximo sábado (10)

As 16 equipes começam a batalha pelas duas vagas de acesso à Super Liga 2019

O próximo sábado (10) é a data reservada para o começo do que promete ser a Liga Um Chinesa mais equilibrada de todos os tempos.

A Segunda Divisão, que já contava com times fortes (como o Shanghai Shenxin semifinalista da Copa da China em 2017), ganhou ainda mais jogadores de peso para a disputa das duas vagas ofertadas para a Super Liga em 2019.

São 16 times disputando em pontos corridos turno e returno, com os dois primeiros ganhando o acesso e os dois últimos ascendendo a Liga Dois Chinesa.

Sem dúvidas os times com destaque para a audiência brasileira são o Meizhou Meixian Techand, o Wuhan Zall, o Shanghai Shenxin e o Zhejiang Yiteng.

Confira os confrontos da primeira rodada da competição.


O pelotão de frente

Os grandes favoritos, pelo investimento e pelo elenco, são Wuhan Zall (de Marcelo Moreno, Rafael Silva e Sammir), Shijiazhuang Ever Bright (de Matheus), Shenzhen FC, Shanghai Shenxin (de Biro Biro) e o Meizhou Meixian Techand (de Aloísio e Muriqui).

De todos os times citados acima, o mais surpreendente de todos é o Techand, já que conseguiu garantir a vaga após o vice-campeonato da Liga Dois Chinesa em 2017.

E apesar da pouca experiência no torneio, o time investiu forte na contratação dos atacantes Aloísio e Muriqui, jogadores que já foram artilheiros da Super Liga em temporadas passadas.

O “Boi Bandido” por exemplo é o jogador mais valioso da competição, segundo dados do transfermarkt.

Com um valor de mercado de cerca de 3,8 milhões de euros, o jogador sem dúvidas é um candidato a artilheiro da competição.

Quem também irá brigar pela artilharia são Marcelo Moreno, Matheus, Victor Anichebe (Beijing BG) e Harold Preciado (Shenzhen).

E por justamente contar com o jogador mais valioso, o Techand também é o elenco mais caro do torneio, valendo cerca de 8,3 milhões de euros.


Os aspirantes

Os demais clubes lutam pela permanência ou para ser a surpresa do ano, mas alguns apostaram alto e vão tentar o “algo a mais” tão famoso no futebol.

O Dalian Transcendence, por exemplo, foi buscar o atacante brasileiro Rafael Silva (ex-Vasco, Cruzeiro e Figueirense) para reforçar seu ataque.

O Zhejiang trouxe o técnico brasileiro Mauricio Copertino e o meia Sérgio Mota, para auxiliar o atacante Guto, (ex-Internacional e Sport) que já estava no elenco.

Você confere os resultados e gols brasileiros da temporada da Liga Um Chinesa nas nossas redes sociais ou aqui no portal China Brasil Futebol.
 

Comentários