Ir para o conteúdo principal

China Brasil Futebol

  1. Notícias >
  2. Substituição forçada e jovens ganhando espaço: reflexos da regra para jogadores Sub-23 na China

Substituição forçada e jovens ganhando espaço: reflexos da regra para jogadores Sub-23 na China

Nova regra para atletas com até 23 anos de idade será imposta em 2018

Por Leonardo Hartung

A regra que obriga a utilização de um jogador Sub-23 por partida na Super Liga da China 2017 caiu como uma bomba no país. E após dez rodadas de implementação é possível ver os primeiros reflexos da obrigatoriedade em ação.

O Henan Jianye é o clube que mais aproveita a nova regra. Em dez partidas, os atletas Sub-23 somam 2585 minutos jogados. Entre os dez jogadores na idade limite com mais tempo dentro de campo, o Henan tem quatro na lista. O líder na lista entre os atletas é o zagueiro Huang Zhengyu, do Guangzhou R&F, que atuou por todos os 900 minutos dos dez jogos.

Os estreantes na Super Liga 2017, Tianjin Quanjian e Guizhou Hengfeng Zhicheng, são as outras duas equipes que utilizaram seus jogadores Sub-23 por mais de mil minutos: 1671 e 1142, respectivamente. O Guangzhou R&F vem logo atrás com 927 minutos, seguido pelo Hebei de Manuel Pellegrini, que utilizou seus atletas por 814 minutos.

A equipe que menos utiliza a regra é o Shanghai SIPG. O time comandado por André Villas-Boas utilizou um jogador Sub-23 por 182 minutos em dez jogos, em especial o meia Zhang Huachen que jogou todas as partidas por apenas 149 minutos. O Yanbian Fude vem logo em seguida com 183 minutos em dez jogos.

Percebe-se em equipes como SIPG, Yanbian, Guangzhou Evergrande, Liaoning e Jiangsu Suning, os jogadores Sub-23 serem substituídos antes dos 20 minutos do primeiro tempo. O que não é proibido pela regra, mas é uma clara demonstração de que a nova norma pegou muitos times de surpresa.

A decisão foi tomada durante o mês de janeiro enquanto os clubes contratavam e preparavam seus elencos para a temporada que ainda se iniciaria. O português Villas-Boas já contestou ter apenas jogadores Sub-20 para utilizar nos jogos. Já o chinês Ma Lin, treinador do Liaoning, admitiu que substitui seus jovens jogadores pela falta de experiência.

De qualquer maneira, a CFA (Associação Chinesa de Futebol) já anunciou uma nova regra para os jogadores com até 23 anos. A partir de 2018, as equipes chinesas terão que utilizar nas partidas uma quantidade de atletas Sub-23 igual a de jogadores estrangeiros. Entre dar espaço e gastar uma substituição, a utilização de jovens valores chineses veio para ficar de vez.

Confira a lista das equipes que mais utilizaram seus jogadores Sub-23 à esquerda, e à direita os atletas com até 23 anos que estiveram em campo por mais minutos:

Comentários